Fazenda Estrela do Sul - Nova Módica - MG - Desde 1951.
"PRODUZINDO LEITE A PASTO"
Filiada à Associação Brasileira dos Criadores de Zebu - ABCZ

CONTATO 
fazendaestreladosulmg@yahoo.com.br 
WhatsApp (31)999922851

Foco no negócio:
Bezerras e novilhas mestiças (TRICROSS LEITEIRO TROPICAL), 
ótimas para produção de leite a pasto!

TRICROSS LEITEIRO TROPICAL

(GUZERÁ LEITEIRO + GIROLANDO F1)

Guzerá  leiteiro  é  utilizado  como  alternativa  zebuína  nos  cruzamentos  onde  já  foi  utilizado o touro  Gir.  Na  Fazenda  Estrela do  Sul,  utilizamos  sêmen  de Touros  Holandeses  provados  sobre  vacas  Gir PO, formando novilhas  Girolando  meio-sangue (F-1). Estas novilhas são inseminadas  com Guzerá leiteiro provado  -  Remanso  TE  da Tabo  (PTA  Leite:  552 kg);  Sulfo TE da TABO  (PTA Leite:  451 kg)  ou Nápole TE JF (PTA Leite: 393 kg).

Este cruzamento  triplo  resulta no "TRICROSS LEITEIRO TROPICAL", com percentual de zebu (50% Guzerá leiteiro, 25% Holandês, 25% Gir leiteiro) ideal para produção de leite em pastos nas regiões tropicais, quentes e montanhosas!

O objetivo do  cruzamento é  obter  um melhoramento genético rápido, reunindo em um só animal  as boas características  das três raças  (Guzerá leiteiro,  Holandês e Gir leiteiro),  aproveitando-se a heterose  ou vigor  híbrido.  A heterose  é  o  fenômeno  pelo   qual   os  filhos  apresentam  melhor desempenho (mais vigor ou maior produção) do que  a  média  dos  pais.

A heterose é mais acentuada quanto mais divergente (geneticamente diferentes) forem as raças ou linhagens utilizadas no cruzamento. Existem resultados de pesquisas científicas mostrando heterose para  produção  de  leite  variando   de  17,3%  até  28% nos cruzamentos entre as raças Holandesa e Zebu. A heterose afeta  características  particulares  e não o indivíduo  como um todo.  A heterose é máxima nos animais F1 ou de "primeira cruza". A performance (produção) vai depender da qualidade genética dos progenitores (do touro e da vaca).

Portanto, é importante utilizar sempre touros provados para leite, europeus  ou  Zebus.  Quando o produtor utilizar-se de touro Guzerá provado para leite, poder-se-á reter ou vender as novilhas 1/4 HZ  para  produção de leite, obtendo-se melhor renda do que vendê-las para abate. Por outro lado,  os machos tricross são rústicos e resistentes às ectoparasitoses e às condições ambientais adversas, características  de  regiões  montanhosas,  quentes  e  secas. Apresentam ganho de peso precoce e carcaça excepcional para o abate!

 Fonte: https://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/FontesHTML/Leite/LeiteZonadaMataAtlantica/racas1.html

TRICROSS LEITEIRO TROPICAL

O Guzerá ainda é utilizado para produzir animais Tricross, cruzamento triplo em que se utiliza touro ou sêmen de raça pura em fêmeas F1 para manter um alto nível de heterose. No corte, agrega grande peso, acabamento rápido de uma carcaça de altíssima qualidade e rendimento. No leite, é utilizado com taurinos, como Holandês e Pardo-suíço para manter as qualidades dos zebuínos (rusticidade e longevidade), que são essenciais em regiões de clima tropical. Além disso, garantem maior rentabilidade ao negócio, pois o Tricross leiteiro produz bezerros fortes e pesados para a pecuária comercial de corte.

Fonte: http://selecaodafasf.com.br/wp-content/uploads/Guzer%C3%A1-A-Ra%C3%A7a-do-cruzamento-lucrativo.pdf

O Guzerá leiteiro é a melhor opção para cruzamento com o Girolando, formando um "tricross" leiteiro. Assim, a modernização da pecuária leiteira tropical também passa pelo Guzerá.

Fonte: https://www.uniube.br/conteudo2.php?p=1&m=10&c=13&m2=159

TOUROS GUZERÁ LEITEIRO UTILIZADOS NA FAZENDA ESTRELA DO SUL

SUMÁRIO DE TOUROS GUZERÁ LEITEIRO 2019 

EMBRAPA GADO DE LEITE

A raça Guzerá é utilizada tanto em sistemas especializados na produção de leite, quanto em sistemas de duplo propósito, ou seja, que produzem leite e carne. Segundo resultados do PNMGuL, houve nestes 25 anos um aumento médio de 50 kg de leite/ano na lactação das vacas Guzerá. A raça preserva suas características de rusticidade, sendo adequada para sistemas intensivos de produção de leite e também indicada para regiões que vem sofrendo com a crise hídrica decorrente das mudanças climáticas.

FONTE: www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/bitstream/doc/1108552/1/SumariodeTourosGuzera237Completo2.pdf

                               SUMÁRIO DE TOUROS GUZERÁ LEITEIRO 2019
Sumario de Touros Guzera leiteiro 2019 RESUMO.pdf Sumario de Touros Guzera leiteiro 2019 RESUMO.pdf
Tamanho : 523,328 Kb
Tipo : pdf

SUMÁRIO DE TOUROS GUZERÁ LEITEIRO 2018

SUMÁRIO DE TOUROS GUZERÁ LEITE 2018 - RESUMO.pdf SUMÁRIO DE TOUROS GUZERÁ LEITE 2018 - RESUMO.pdf
Tamanho : 5945,514 Kb
Tipo : pdf
                               SUMÁRIO DE TOUROS GUZERÁ LEITEIRO 2017
Sumario Guzera Leite - 2017 -EMBRAPA -SUMÁRIO.pdf Sumario Guzera Leite - 2017 -EMBRAPA -SUMÁRIO.pdf
Tamanho : 853,468 Kb
Tipo : pdf